top of page

As Final Girls de 'Pânico'


por Juliana Trevisan


A franquia Pânico é uma das mais queridas do cinema e é de comum acordo que foi uma das que mais revolucionou o modo como os filmes de terror passaram a ser produzidos na época. Depois da saturação dos slashers dos anos 80, Pânico não precisaria mais de uma garota virgem para ser a final girl, ou de um serial killer intocável e indestrutível, quase sobrenatural.





Um dos maiores méritos de "Pânico" (1996) é a forte presença feminina e a releitura da final girl: Sidney (Neve Campbell) faz sexo, não espera ser salva por alguém, é proativa, menos moralista e mais rebelde.Com o decorrer da franquia, Sidney se mostra cada vez mais capaz de lidar com Ghostface e contar sua própria história, lutando também conta a mídia e a exploração de sua imagem.





Do outro lado, Gale Weathers (Courteney Cox), representa a mídia exploratória e sem empatia. Gale fazia de tudo por um furo, mas ao longo dos filmes se envolve cada vez mais com os assassinatos e com os outros personagens da história, se revelando outra final girl astuta e perspicaz.





As garotas finais de Pânico retornaram novamente às telas em "Pânico" (2022) - ou carinhosamente apelidado de Pânico 5 - um dos filmes mais esperados do ano. O requel traz diversos elementos criados pela franquia com uma história nova e um bom fan service, relacionando linhas do tempo e personagens numa grande homenagem ao seu criador, Wes Craven.

 sobre o mulheres no horror: 

 

O Mulheres no Horror é um espaço de troca de informação, onde  compartilhando artigos e resenhas sobre livros e filmes, publicamos dicas sobre a temática, contamos a histórias de mulheres e pessoas queer que fazem parte do cinema e literatura de Horror, realizamos traduções de textos, entrevistas com pesquisadoras e cineastas, dentre outros conteúdos.

siga-nos na redes sociais:
  • Facebook B&W
  • Instagram B&W
 POSTS recentes: 
bottom of page