"O Chalé do Lobo" (1987), o filme de Horror Sci-Fi de Věra Chytilová

"O Chalé do Lobo" (1987) é um filme de Horror de Ficção Científica da Checoslováquia, dirigido por Věra Chytilová. O filme conta com a história de um grupo de jovens que têm que lidar com diversos conflitos enquanto passam um final de semana isolados em meio à neve. Mas antes de nos debruçarmos sobre o filme, considero mais do que necessário falar um pouco sobre a grande cineasta por trás de tal.





Věra Chytilová (1929-2014) foi uma cineasta avant-garde checa. Depois de passar por diversas ocupações, de modelo fotográfica até assistente de claquete em filmes, ela foi aceita aos 28 anos na renomada academia de cinema FAMU, em Praga. Ao lado de outros nomes como Jiří Menzel e Jan Němec, Věra realizou filmes políticos controversos e repletos de irônicas críticas sociais, o que fez com que este grupo de cineastas começasse a ser conhecido como "A New Wave Checa". Toda essa liberdade e rebeldia artística que estava florescendo no país naquele momento, culminou na Primavera de Praga (1968), um movimento nacional contra o regime autoritário e burocrático da União Soviética. O movimento foi liderado por Alexander Dubček, Chefe de Estado e Secretário Geral do Partido Comunista da Checoslováquia.


A tentativa revolucionária não durou muito, e infelizmente naquele mesmo ano o trabalho de Věra foi censurado pelo governo após a invasão da Checoslováquia pela União Soviética. Dentre as obras censuradas estava o seu filme mais reconhecido até os dias atuais, "As pequenas margaridas" (1966). Entre 1969 e 1975, ela apenas trabalhou com comerciais para a Televisão, e finalmente em 1976 voltou a realizar filmes à pedido do próprio governo, numa tentativa de recuperar o prestígio do Cinema Checo. Utilizando-se sempre de muito humor ácido e satirismo, além de uma rebeldia inconfundível, Věra fez filmes muito diversos entre si ao longo de sua carreira, indo de surrealismo experimental e sátiras sociais até Horror Sci-fi, como é o caso de "O Chalé do Lobo", filme tema deste artigo.




"Um grupo de jovens que vai passar um fim de semana isolados nas montanhas em meio à neve" parece uma premissa comum e até mesmo batida em filmes de Horror, mas aqui temos um filme totalmente diferente de qualquer outro que eu já tenha assistido que possua temática semelhante. Onze adolescentes são misteriosamente selecionados para um programa de esqui nas montanhas, porém ao chegar no destino, o monitor do programa insiste em dizer que só deveriam haver 10 selecionados, implicando portanto que há um intruso entre eles e exigindo que os adolescentes devam decidir quem é o impostor e por fim eliminá-lo, o mandando embora do chalé. As intrigas e discussões se iniciam desde os primeiros momentos do filme, e a tensão vai escalando conforme os jovens discutem méritos escolares, questões familiares e aspectos sociais.


A situação piora drasticamente quando uma avalanche ocorre no local, impossibilitando o grupo de quaisquer contato com o mundo exterior. Enquanto isso, o comportamento dos monitores se torna cada vez mais estranho e agressivo em relação aos adolescentes, os instigando a se confrontarem com uma assertividade crescente, os pressionando para decidirem quem é o impostor entre eles.




As críticas sociais, muito presentes na filmografia de Věra, também se fazem presente neste filme, que funciona como uma grande alegoria política acerca do período de Normalização checoslovaca. Embora o filme não tenha protagonista, pode se dizer que uma personagem central para o enredo é uma garota de origem cigana, que por conta deste fato é discriminada e enquadrada como culpada por todos os problemas que acontecem na cabana, além de ser acusada constantemente de ser a intrusa entre eles.


"O chalé do Lobo" é uma ótima obra cinematográfica que se utiliza do Horror e da Ficção Científica para explorar temas universais a partir da perspectiva de jovens, sendo um exemplar único na categoria de Horror Adolescente. O desfecho narrativo entrelaça perfeitamente os sub-textos aplicados ao longo do enredo, construindo uma fábula moral atemporal.



#Artigo #MulheresnaDireção #FicçãoCientífica #SciFi #Aliens #VěraChytilová

 sobre o mnh: 

 

Resenhas críticas, artigos e dicas de filmes de Horror: tudo isso sob a perspectiva feminista, com o objetivo de debater a importância das mulheres no gênero, tanto atrás quanto em frente às câmeras, exaltando personagens femininas fortes e mulheres realizadoras de Horror no audiovisual.

 Siga o mnh: 
  • Facebook B&W
  • Instagram B&W
 POSTS recentes: 
  • Facebook B&W
  • Instagram B&W